Curiosidades do mundo

Instrumentos de punição mais utilizados da história

5 de outubro de 2015 Nenhum comentário

Décadas antes da criação de presídios e cadeias(e mesmo após a criação deles), povos costumavam punir pessoas que faziam mal a sociedade de maneiras brutais, ocasionando muita dor, constrangimento e, na maioria dos casos, levava a pessoa a morte. Confira abaixo dez dos instrumentos de punição mais utilizados do passado.

Touro de bronze

(Fonte da imagem: Internet/Reprodução)

(Fonte da imagem: Internet/Reprodução)

Com o formato de um bovino, esse dispositivo era colocado sobre uma fogueira e, após aquecido, acabava cozinhando o condenado que estava preso em seu interior.

Veja também
Como surgiu a tradição de montar Árvore de Natal?... Um dos maiores símbolos do natal é a Árvore de Natal. Mas afinal, como surgiu a tradição de todos os anos montarmos a Árvore de Natal para celebrar a ...
Conheça a ilha perdida no Oceano Atlântico Se você é daqueles que estão cansados de viver na cidade devido ao stress e outros motivos, essa ilha é perfeita para você. Localizada a mais de 2.805...
Como a tatuagem era usada antigamente? A tatuagem já existe há cerca de 3,5 mil anos. Durante algum tempo ela servia para marcar quais são as comunidades em que um indivíduo fazia parte. Já...

Berço de Judas

(Fonte da imagem: Internet/Reprodução)

(Fonte da imagem: Internet/Reprodução)

Criado pelo o italiano Ippolito Marsili, o berço de Judas era considerado um instrumento leve de punição. O dispositivo não permitia a pessoa dormir enquanto não confessasse o que tinha cometido. Mas apesar disso, ao longo dos anos, o instrumento começou a ficar mais cruel. Com uma ponta pontiaguda, as pessoas eram largadas com força sobre o objeto e acabavam machucando suas genitálias.

Forquilha do Herege

(Fonte da imagem: Internet/Reprodução)

(Fonte da imagem: Internet/Reprodução)

A Forquilha do Herege era um dispositivo de metal com duas pontas pontiagudas. Presa no pescoço do condenado, as pontas acabavam perfurando as regiões do maxilar e do peito. Não levava a pessoa à morte, mas servia como castigo antes de uma punição letal. Esse instrumento foi muito utilizado pela a igreja católica na antiguidade.

Esmaga joelhos

(Fonte da imagem: Internet/Reprodução)

(Fonte da imagem: Internet/Reprodução)

O dispositivo, no qual era coberto por pregos, era preso no joelho do condenado e pressionado até que todos os pregos tivessem penetrado na carne.

Roda Alta

(Fonte da imagem: Internet/Reprodução)

(Fonte da imagem: Internet/Reprodução)

O condenado, nu, tinha todo o seu corpo amarrado a uma roda feita de madeira ou ferro. Após preso, a roda começava a girar e acabava quebrando ossos e rompendo todos os ligamentos do réu. Depois, o condenado era abandonado em vias públicas para morrer.

Burro Espanhol

(Fonte da imagem: Internet/Reprodução)

(Fonte da imagem: Internet/Reprodução)

O método de castigo chamado burro espanhol era o mais cruel que existia na antiguidade. As vítimas, nuas e com pesos presos em seus pés, eram colocadas no aparelho que possuía o formato de um V invertido. Isso fazia com que se dividisse ao meio o corpo do condenado.

Máscara da vergonha

(Fonte da imagem: Internet/Reprodução)

(Fonte da imagem: Internet/Reprodução)

A Máscara da Vergonha era o método de punição mais leve que existia na antiguidade. Como o próprio nome diz, o aparelho era uma máscara que era colocada no condenado que cometia crimes leves. O objetivo do aparelho era ridicularizar em público as pessoas que a usavam.

Serrote

(Fonte da imagem: Internet/Reprodução)

(Fonte da imagem: Internet/Reprodução)

Considerado como um instrumento radical de punição, neste castigo a pessoa era suspensa de cabeça para baixo e tinha seu corpo cortado pela a metade com um auxilio de um serrote. A posição fazia com que o condenado sangrasse menos e aguentasse a dor até o umbigo, pois era o ponto onde o réu perdia a consciência.

Mesa de evisceração

(Fonte da imagem: Internet/Reprodução)

(Fonte da imagem: Internet/Reprodução)

O condenado, amarrado a um suporte de madeira, ficava abaixo de uma manivela que continha uma corda. Depois, o carrasco abria um pequeno furo no abdômen do condenado e amarrava seus órgãos. Acionada levemente, a manivela fazia com que as tripas do condenado sejam extraídas aos poucos.

Guilhotina

(Fonte da imagem: Internet/Reprodução)

(Fonte da imagem: Internet/Reprodução)

A Guilhotina foi um instrumento de punição mais utilizado na revolução francesa. Apesar de ser um modo de punição cruel, a guilhotina fazia com que o condenado tivesse uma morte rápida com o uso de uma lâmina suspensa que caia sobre o pescoço da vítima.


Posts Relacionados




Bruno Pinheiro

Formado em Administração e criador do Manual dos Curiosos, Bruno Pinheiro é apaixonado por sites e curiosidades. É o autor de todos os textos publicados no Manual dos Curiosos até agora.

Sua reação ao ler esse post
  • FASCINADO
  • FELIZ
  • TRISTE
  • IRRITADO
  • ENTEDIADO
  • MEDO
Comentários
Publicidade
Facebook
Youtube

Categorias
Parceiros