Manual dos Curiosos logomarca

CURIOSIDADES SOBRE O UNIVERSO

A maior explosão já descoberta pela Astronomia

Por: Bruno Pinheiro
20 de Fevereiro de 2018

A maior explosão já descoberta pela Astronomia


Quando pensamos em extinção do Planeta Terra, logo pensamos em quedas de meteoros gigantes ou algo parecido. Mas saiba que existe uma outra forma de extinção do nosso planeta. Essa forma está próxima a nós e já ocasionou a maior explosão já descoberta pela Astronomia. Confira.

Além de quedas de meteoros gigantes, existem também a possibilidade de a Terra entrar em extinção através de explosão das magnetares. Para quem não sabe, magnetares são uma espécie de estrelas do tipo nêutrons com características destruidoras. Cada uma possui uma alta concentração de campo magnético e valores muito altos de emissão de raio x e gama.

Em 1979 foi descoberta próxima a constelação de Sagitário uma nova estrela de nêutrons, a SGR 1806-20, com um campo magnético de mais de um quatrilhão de vezes maior que o Planeta Terra.  Em dezembro de 2004 foi possível detectar alta concentração de campo magnético e de raios gamas próximo a Sagitário. Essa alta concentração de raio gama e de campo magnético foi ocasionada através da explosão da SGR 1806-20. Por sorte ela estava bem longe do nosso planeta, pois ela teria feito o planeta Terra ser extinto se estivesse a cerca de 10 anos-luz de distância.

Imagens do satélite Fermi LAT antes e depois da explosão – Fonte da imagem: Nasa

Grande quantidade de energia

Em menos de 1 segundo essa estrela liberou uma quantidade de energia maior que o Sol em 100.000 anos e foi considerado como a maior explosão já descoberta pela Astronomia.  No passado esse tipo de estrela não era grande preocupação para os astrônomos, pois elas eram pequenas e mediam em média cerca de 20 km de diâmetro. As estrelas de nêutrons não são visíveis ao olho nu, pois não brilham como as demais estrelas.  Só são vistas quando entram em erupção.

A explosão dessa magnetar alertou os cientistas, pois essas estrelas não são vistas a olho nu e não podem ser detectadas facilmente. Eles alertam que existem uma dessas estrelas próximas a Terra. Até hoje o magnetar conhecido mais próximo se chama 1E 1048.1-5937 e está a 9.000 anos-luz daqui.

Fonte: Mega Curioso | O globo


Posts Relacionados

Sobre o autor


Bruno Pinheiro
Formado em Administração e criador do Manual dos Curiosos, Bruno Pinheiro é apaixonado por sites e curiosidades. É o autor de todos os textos publicados no Manual dos Curiosos até agora.

Comentários


Comente algo

Publicidade

Youtube

Categorias