Qual é a diferença entre imposto, taxa e tributo?

0

Sabemos que os impostos são a base fundamental para a melhoria da economia do país. Hoje em dia existem inúmeros impostos, tributos e taxas que são pagos por nós brasileiros. Sabemos também que não é impossível deixar de pagar nossos impostos, pois isso seria prejudicial para nosso bolso, negócio ou até mesmo poderíamos perder um bem. Mas, devido a isso, muitas pessoas não sabem qual é a diferença entre impostos, taxas e tributos que são cobrados na compra de produtos, carros e outros. Pensando nisso, resolvemos escrever um pequeno artigo, mostrando quais são as diferenças entre eles. Confira.

Tributos



Os tributos são nada menos que todos os conjuntos de impostos, taxas e que formam a receita de uma União, Estados e município. O IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) é um exemplo de tributo, assim como a taxa cobrada pela a iluminação pública, coleta de lixo ou ainda o Imposto de Renda.

Existem dois tipos de tributos, o indireto e o direto. Os diretos são as taxas, contribuição e impostos nos quais os contribuintes devem arcar com a contribuição, como ocorre no imposto IR (Imposto de Renda), por exemplo. Já os indiretos são todos os impostos que são adicionados sobre o preço dos produtos e dos serviços prestados.

Impostos

Como podemos ver, os impostos são um tipo de tributo, então não existe uma definição específica para esse termo. Em outras palavras, o imposto é usado para o financiamento dos serviços públicos, como educação, segurança e melhorias em estradas. Eles incidem sobre um patrimônio, renda e consumo. Geralmente esses impostos quem paga é o consumidor, como acontece com o IPI, por exemplo.

Taxas

As taxas são todos os valores cobrados da população por um serviço prestado pelo o município, estado ou União. Taxa de coleta de lixo e de iluminação pública é um exemplo disso.

Contribuições

As contribuições podem apresentar dois tipos: melhoria ou especiais. No caso de melhorias, estão as contribuições cobradas em um benefício ao contribuinte, como uma obra pública que valorizou em seu imóvel. Já no caso das contribuições especiais, como seu próprio nome diz, é cobrada quando existe uma destinação específica para um determinado grupo. O PIS e o PASEP são exemplos de contribuições especiais.

 

Artigos Relacionados


Sua reação

  • FASCINADO
  • FELIZ
  • TRISTE
  • IRRITADO
  • ENTEDIADO
  • MEDO